O Numem

Fundado quando da criação do curso de graduação em História da UNIRIO, em 2000, o NUMEM é um espaço de reflexão sobre a história, a memória e o documento e de desenvolvimento de atividades presentes no dia-a-dia do historiador. Seu objetivo é possibilitar o exercício da prática de organização de corpus de fontes e de reflexão sobre o documento, levando em conta as muitas questões teóricas que o tema levanta. Além disso, o Núcleo é um animador da produção didático-pedagógica de Ensino de História para a Educação Básica e Superior e de material de divulgação científica.

Desde meados do século XX, houve o surgimento acelerado de centros de memória e de documentação por todo o mundo ocidental, processo que tem sua origem no enfraquecimento da memória tradicional, tal como estudado por Pierre Nora. Paralelamente, os novos rumos criados pela "sociedade da informação" no mundo contemporâneo provocaram o crescimento do debate sobre como caminhar no emaranhado das informações. Um dos caminhos para tentar lidar com esta questão tem sido o da aproximação entre a pesquisa histórica e a reflexão sobre a formação de acervos. Isto implica, por parte do historiador, na necessidade de lidar com desafios como a criação de acervos digitais, que levam à discussão sobre a própria concepção de coleção documental.

A partir dessas preocupações, as atividades do Núcleo são desenvolvidas a partir de programas de pesquisa no âmbito das seguintes linhas:

História e Memória da Escravidão

Esta linha de pesquisa reúne programas de pesquisa com estudos sobre a escravidão nas Américas, em especial no Brasil, com ênfase tanto nas análises no âmbito da "Segunda Escravidão" quanto nas experiências do cativeiro e da liberdade. Além disso, são desenvolvidas pesquisas sobre as memórias da escravidão no tempo presente, articulando-as a iniciativas de divulgação científica e História Pública.

História e Memória das Experiências Republicanas

Esta linha de pesquisa reúne programas de pesquisa sobre as relações entre Estado e sociedade no período do Brasil republicano, tanto no campo político institucional, em partidos políticos e sindicatos, como pesquisas relativas à intervenção na vida pública através da imprensa, das artes e dos movimentos sociais. Ao se dedicar à história do tempo presente, seus projetos compreendem igualmente estudos sobre as relações entre história e memória e narrativas políticas elaboradas pelos sujeitos da história.

Patrimônio, Ensino de História e Historiografia

Esta linha desenvolve programas de pesquisas sobre temáticas variadas relacionadas a formas, estratégias e necessidades de elaboração do passado, que configuram políticas de memória, cultura e patrimônio. Dedica-se, ainda, à história pública, visando refletir sobre o exercício historiográfico dentro e fora da sala de aula, em espaços de produção de memória, meios de comunicação, áreas de produção artística e outros espaços.

Prédio José de Anchieta – 2º andar - Av. Pasteur, 458 - Urca - CEP: 22290-240 – Rio de Janeiro Todos os Direitos Reservados 2008